sexta-feira, 25 de maio de 2018



longe

um dia miragem

paisagem

o céu estrelado




foi por pouco

por um triz




como canta o Chico

diz se é perigoso a gente ser feliz




pela vida que segue

pela alma que cansa

pelos olhos que não abrem

pela palavra não dita

pelo cigarro tragado

pela madrugada insone

pelo veneno tomado




por uma estrada sem fim




acaba

como um vento breve

como um poema desfeito

como o olhar perdido




a dor

atravessa os dias e as noites

em vão

em brasa

em gestos pequenos

em minhas pálpebras que pesam ao anoitecer




te chamo

por outro nome

até esquecer

e virar apenas memória


Nenhum comentário: